Debate sobre a revogação do Acordo Ortográfico recebe apoio de Paula Belmonte

Debate sobre a revogação do Acordo Ortográfico recebe apoio de Paula Belmonte

Debate sobre a revogação do Acordo Ortográfico recebe apoio de Paula Belmonte

Deputada federal apresentou requerimento junto ao parlamentar Dr. Jaziel para antecipar o debate após a Presidência dar sinal verde para o fim das mudanças na língua portuguesa

A deputada federal Paula Belmonte subscreveu o requerimento 119/2019 do deputado federal Dr. Jaziel (PR-CE), apresentado à Comissão de Educação, para a realização de uma audiência pública sobre possível revogação do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, válido desde 2009.

A rescisão do acordo firmado entre a Academia de Ciências de Lisboa, Academia Brasileira de Letras e representantes de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe foi sinalizada há alguns dias pela equipe do presidente Jair Bolsonaro.

Educação acessível e democrática é prioridade para o mandato de Paula Belmonte. A intenção da deputada é legislar para o povo e oportunizar um futuro melhor. “A readaptação trouxe novas adequações aos materiais utilizados pela comunidade escolar e mais dificuldade de assimilação do português correto para crianças durante a alfabetização”, explica a deputada federal.

Conforme o Instituto Brasileiro de Pesquisa e Estatística (IBGE), 7% da população brasileira, com 15 anos ou mais, é analfabeta. O número representa 11,5 milhões de pessoas.

O texto do requerimento, que solicita uma discussão mais aprofundada do tema, convida para a audiência o ministro da Educação, Abraham Weintraub; o ministro das Relações Exteriores, o embaixador Ernesto Henrique Fraga Araújo; o ex-lexicógrafo chefe da Academia Brasileira de Letras, Sergio de Carvalho Pachá; o professor Sidney Silveira e o presidente da Academia Brasileira de Letras, Marco Lucchesi. “Estamos antecipando o debate e sugerimos que esta casa legisle sobre esse assunto, por meio de uma PL”, ressaltou o deputado Dr. Jaziel.

“É preciso confirmar junto à sociedade e os especialistas na língua portuguesa as implicações de todo esse processo. Nosso papel como legisladores é buscar uma solução adequada, nesse caso, ao futuro da educação do país e, consequentemente, das nossas crianças e jovens”, complementa a deputada Paula Belmonte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

O que deseja encontrar?