Paula Belmonte pede fim do auxílio mudança na Câmara dos Deputados

Paula Belmonte pede fim do auxílio mudança na Câmara dos Deputados

Paula Belmonte pede fim do auxílio mudança na Câmara dos Deputados

Pagamento do benefício custou R$ 16 milhões este ano. Deputada do DF foi uma das poucas a abrir mão da regalia

A deputada federal Paula Belmonte (PPS-DF) apresentou nessa terça-feira (26) o Projeto de Decreto Legislativo (PDL 40/2019) que extingue o auxílio-mudança pago aos parlamentares do Congresso Nacional no início e no final de cada mandato. Desde a campanha eleitoral, em 2018, a deputada disse não às regalias que geram custos aos cofres públicos e tem cumprido a palavra com o eleitor.

Entretanto, a decisão do juiz Ronivon de Aragão, de Sergipe, de liberar novamente o auxílio-mudança para a Câmara Federal, transferiu mais de R$ 16 milhões a 477 deputados (R$ 33,7 mil para cada) na segunda-feira (25). Como coautora do projeto, Paula Belmonte tem o objetivo de economizar o dinheiro do contribuinte.

“Desde o início, abri mão do auxílio-moradia, do auxílio-mudança e da aposentadoria especial, e isso é apenas o começo. Não é justo tantos parlamentares eleitos pelo povo usufruindo do teto do INSS”, destaca. No Brasil há outras prioridades a serem cumpridas com urgência, como o investimento e a valorização da primeira infância, que é o futuro da nação e umas das pautas principais da parlamentar.

Para a deputada, é inadmissível conviver com a miséria em plena capital do país e em todo o Brasil enquanto os deputados e senadores recebem valores altos em benefícios, sem necessidade. “Estive em um evento com crianças carentes do Sol Nascente, e, na ocasião, perguntei a um menino se ele gostaria de ganhar uma bola. A resposta veio prontamente: ‘tia, eu prefiro a cesta básica’”, relata Paula Belmonte.

Enquanto isso, um deputado custa até R$ 2 milhões por ano. O salário de um parlamentar é de R$ 33.763, auxílio-moradia de R$ 4.253 (ou apartamento funcional para morar), entre outros benefícios. Os deputados têm direito, ainda, a reembolso de gastos médicos quando não são atendidos pelo Departamento Médico da Câmara (Demed). Somados os 513 parlamentares da Câmara Federal, os gastos são de quase R$ 100 milhões por mês.

Embora os benefícios sejam garantidos por lei, a deputada federal, em respeito ao eleitor, abriu mão também de carro, apartamento e celular funcionais, cotas de passagens aéreas ou qualquer gasto desproporcional para manter a verdade com os votos recebidos no Distrito Federal.

Além disso, a transparência do mandato está disponível no site oficial e nas redes sociais da parlamentar, onde é possível acompanhar o trabalho da deputada Paula Belmonte e as despesas com pessoal.  “Não quero regalias, quero arregaçar as mangas e trabalhar. Vamos juntos construir uma Brasília mais desenvolvida, com espaço e oportunidades para todos”, convida a deputada federal.

One Comments

  1. Avatar
    Julio César de Oliveira
    junho 22, 2019 at 22:25 pm

    Boa noite Exa. Deputada, venho através dessa simples mensagens dizer que estamos orgulhoso pelo seu trabalho a frente da CPI do BNDES sou um simples funcionário de uma instituição de ensino e vejo em vossa excelência uma verdadeira guerreira uma Leoa sem medo de enfrentar os grandões que assaltaram nosso País um grande exemplo de mulher e servindo de exemplo olo a outras mulheres passei a ser seu admirador pelo seu trabalho e sua bravura graças a Deus temos mulheres guerreiras que lutam pelo liberdade desse País a qual fomos submetidos pela escravidão desses corruptos políticos que tem saqueado nossa nação assim como vossa Exa. Temos a Joice, Janaina e por aí vai meus parabéns e que a Senhora continue firme lutando por esses milhões de Brasileiros que acreditam através do seu trabalho por um País mais justo e livre e que nossa economia volte a crescer Deus te abençoe Deputada estsmos com a Senhora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

O que deseja encontrar?