“Não podemos permitir que os sonhos das crianças sejam interrompidos”, diz Paula Belmonte

“Não podemos permitir que os sonhos das crianças sejam interrompidos”, diz Paula Belmonte

“Não podemos permitir que os sonhos das crianças sejam interrompidos”, diz Paula Belmonte

A deputada federal Paula Bemonte (PPS-DF) participou do Seminário de Justiça e Primeira Infância, promovido pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal. A parlamentar coordenou o painel ‘Por um sistema de justiça acessível e amigável às crianças’ e fez um apelo aos presentes. “Não podemos permitir que os sonhos sejam interrompidos”.

O painel teve a participação de Andréa Teixeira de Souza, promotora de Justiça e integrante do Conselho Nacional do Ministério Público, Simone Resende, da Vara da Infância, e de Fernanda Vidigal, da Fundação Bernard van Leer.

Paula Belmonte representou a Frente Parlamentar da Primeira Infância, da qual é 2ª vice-presidente. Na abertura do painel, a parlamentar afirmou que aqueles que lutam pela infância devem ter otimismo e trabalhar por uma realidade melhor. “Nosso país tem crianças e jovens que vão sonhar mais. Foi isso que me fez vir para a política”, afirmou.

O combate à pobreza, de acordo com a deputada federal, deve ser um objetivo em comum entre os três poderes constitucionais. “Diferença social eu vejo que existe em vários lugares do mundo, mas a miséria não podemos aceitar. Não podemos aceitar que as nossas crianças não tenham brilho no olhar, que elas não possam sonhar”, completou.

Veja como foi o discurso de abertura do painel:

Sobre o seminário

O evento sediado pelo TJDFT teve o apoio de entidades como o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Entre os dias 27 e 28 de fevereiro ocorreram seis paineis, com a presença de autoridades como o ministro da Cidadania e Ação Social, Osmar Terra, o juiz Renato Rodovalho Scussel, titular da Vara da Infância e da Juventude do DF (VIJ-DF), a juíza Lavínia Tupy Vieira Fonseca, titular da Vara de Execução de Medidas Socioeducativas do DF, o secretário de Desenvolvimento Social do Distrito Federal, Eduardo Zaratz, e a primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

O que deseja encontrar?