Paula Belmonte debate devolução de criança adotada à avó paterna

Paula Belmonte debate devolução de criança adotada à avó paterna

Paula Belmonte debate devolução de criança adotada à avó paterna

A deputada Paula Belmonte (Cidadania-DF) comandou, nesta segunda-feira (22), uma reunião para tentar equacionar uma solução para o caso da menina Vivi, de 8 anos, que depois de ser adotada há seis anos teve de voltar para a casa da avó paterna por ordem judicial.

Participaram da audiência pública a ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos), o procurador de Justiça Sávio Bitencourt, André Tuma Ferreira, que é coordenador regional das promotorias de defesa da educação e Maria Vânia Magalhães, que é presidente das casas de acolhimento institucional e escola profissionalização, dentre outras autoridades e especialista.

“O que ficou latente na reunião foi o foco no caso concreto da menina Vivi, de oito anos, que foi adotada há seis anos, mas depois de muita convivência e amor pela família adotante, a avó paterna pediu a guarda e a Justiça concedeu”, disse a parlamentar. Antes da adoção, a Justiça ofereceu a guarda à avó, mas ela não aceitou. A adoção teve caráter provisório.

“É um caso muito emblemático porque tem três perdedores: a família adotiva, a família biológica e a criança. Um caso como esse desestimula a adoção para as famílias interessadas pela insegurança jurídica”, sustentou Belmonte. Por outro lado, afirmou a parlamentar, esse é um caso que estimula ainda a adoção ilegal. “Queremos que as famílias se interessem pela adoção e contem com o apoio da justiça. Espero que a justiça repare esse erro tão danoso à nossa sociedade”, concluiu a deputada coordenadora da Comissão Externa de Políticas para Primeira Infância.

Comments (2)

  1. Avatar
    Aurora Moreno Paro
    fevereiro 23, 2021 at 15:24 pm

    Parabéns a Deputada Federal Paula Belmonte, está audiência publica é um marco para sociedade brasileira! Nossas crianças têm o direito de ter um lar sadio e amoroso! Apoio a adoção de crianças e adolescentes carentes e abandonados!! Muitos maltratados pelos pais biológicos!

  2. Avatar
    Maria das Dôres Saraiva Borges de Sousa
    fevereiro 24, 2021 at 15:40 pm

    Simples assim, se a vivi tinha amor e carinho peos pais adotivos, logico que tem que permancer com eles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

O que deseja encontrar?