Atraso de pagamento nos hospitais de campanha deve ser investigado pelo MPT

Atraso de pagamento nos hospitais de campanha deve ser investigado pelo MPT

Atraso de pagamento nos hospitais de campanha deve ser investigado pelo MPT

A falta de pagamentos a trabalhadores de hospitais de campanha entrou na mira da Comissão Especial da Covid-19 no Distrito Federal, em reunião realizada nesta segunda (28/6). Um ofício ao Ministério Público do Trabalho pede apuração a denúncias de profissionais que atuam em unidades temporárias de Ceilândia, Santa Maria e da Polícia Militar.
Segundo um grupo de empregados, há quase um mês de atraso de salário. Benefícios e os recolhimentos do FGTS também estariam irregulares. A Secretaria de Saúde informou que os repasses do governo à Associação Saúde em Movimento, empresa responsável pelos hospitais de campanha, estão em dia, o que gera ainda mais apreensão nos funcionários.
“São profissionais que estão na linha de frente e não possuem sequer previsão de vacinação e agora o atraso de pagamento. Esperamos que o Ministério Público do Trabalho possa ajudar a esclarecer a questão”, afirmou a deputada federal Paula Belmonte, autora do ofício e relatora da Comissão Especial da Covid-19.
O presidente do Sindicato dos Médicos, Gutemberg Fialho, criticou o atraso nos pagamentos e disse que a entidade vai investigar a denúncia. “Ouvimos falar de salários atrasados, carteiras de trabalho não foram assinadas, não têm contracheque nem nada. Nessa semana vamos visitar todos os hospitais de campanha para fiscalizar essa situação”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

O que deseja encontrar?