Senado e Câmara unidos contra regalias de ex-presidentes

Senado e Câmara unidos contra regalias de ex-presidentes

Senado e Câmara unidos contra regalias de ex-presidentes

Milhares de reais são retirados dos cofres públicos para custear regalias dos ex-Presidentes da República. Esse foi o tema da live realizada pela deputada federal Paula Belmonte (Cidadania – DF) com o senador Álvaro Dias (Podemos – PR), nesta segunda-feira (4). Os dois parlamentares são autores de projetos de lei, na Câmara e no Senado, para acabar com as regalias dos ex-Presidentes.

Somente em 2019, o Tesouro Nacional despendeu cerca de R$ 4,5 milhões para custear despesas dos ex-presidentes. Cada ex-presidente tem o direito de contratar seis servidores públicos, com salários de R$ 10.373,30 a R$ 13.623,39, ter dois carros oficiais com motoristas, despesas com passagens aéreas, diárias e cartão corporativo.

“A população precisa ter acesso a esse tipo de informação. É inadmissível que o cidadão, trabalhador, custeie essas regalias sem qualquer interesse público envolvido. Esse dinheiro deve ir para a saúde pública brasileira e para o fomento ao empreendedorismo, principalmente em uma época tão delicada como essa que estamos atravessando de uma pandemia e de uma crise econômica seríssima”, destaca a deputada Paula Belmonte.

Segundo levantamento feito pelo senador Álvaro Dias, muitos milhões já foram gastos pelo ex-Presidentes. “Foram R$ 15 milhões gastos por Fernando Henrique Cardoso; R$ 14 milhões do José Sarney; 13 milhões do Fernando Collor de Mello; R$ 9.8 milhões do Luiz Inácio Lula da Silva; R$ 5.4 milhões da Dilma Rousseff e R$ 816 mil de Michel Temer. Esses privilégios são impraticáveis. Até parece que vivemos em um império”, disse o senador.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

O que deseja encontrar?